Redes Sociais




Google+

computador

EaD

EducaWebsite - W3alpha

A EaD ou Educação à distância é realizada por tecnologias em que alunos e professores estão separados fisicamente, ou seja, não estão em um ambiente presencial de ensino-aprendizagem.

A EaD surgiu da necessidade do preparo profissional e cultural de milhões de pessoas, que por vários motivos, não tinham condições de frequentar um estabelecimento de ensino presencial.

As tecnologias foram evoluindo ao longo do tempo e influenciaram de maneira positiva no ambiente educativo e na sociedade.

O ensino à distância desenvolve a autonomia do aluno, que é considerado peça chave do processo de aprendizagem, no qual o aluno é o foco e o professor possui um papel secundário, pois ele orienta o aluno e este escolhe o ritmo e a maneira como quer estudar e aprender, de acordo com suas necessidades.

E-mails no celular

symbian

 

 

Os smartphones vieram para facilitar a nossa vida.

Existem inúmeros aplicativos para os diversos sistemas operacionais destes aparelhos.

Podemos nos comunicar, com qualquer pessoa, sem estarmos na frente de um computador.

Passou o tempo em que tínhamos que recorrer a uma lan house para acessarmos algum site ou mandar algum e-mail de emergência.

O mundo em nosso bolso ou bolsa.

Curtimos a foto de um conhecido, compartilhamos a postagem de um amigo, seguimos pessoas de nosso interesse, isso tudo a caminho do trabalho, no shopping, na escola.

São muitas as funcionalidades dos smartphones, dá até para telefonar, rsrs.

Para nossa tranquilidade, todos os nossos e-mails podem ser configurados, para podermos enviar e receber mensagens em nossos celulares, tendo somente que saber qual o sistema operacional do mesmo.

A W3alpha está disponibilizando gratuitamente o e-book: Como configurar e-mails no seu celular.

Aproveite e tenha a facilidade de enviar e receber e-mails de seu aparelho móvel.

Segurança em transações financeiras na internet

acesso_banco_internet

Para realizar transações financeiras e obter informações por computador via Internet, os clientes devem conhecer os riscos a que podem estar sujeitos e quais as medidas preventivas que devem adotar para evitá-los. As recomendações aos clientes com essa finalidade são as seguintes:

Mantenha antivírus atualizados instalados no computador que utilizar para ter acesso aos serviços bancários;

Troque a sua senha de acesso ao banco na Internet periodicamente;

Só utilize equipamento efetivamente confiável. Não realize operações em equipamentos públicos ou que não tenham programas antivírus atualizados nem em equipamento que não conheça. Existem programas – denominados Cavalos de Tróia – utilizados por fraudadores para capturar as informações do cliente quando digitadas no computador;

Não execute aplicações nem abra arquivos de origem desconhecida. Eles podem conter vírus, Cavalos de Tróia e outras aplicações prejudiciais, que ficam ocultas para o usuário e permitem a ação de fraudadores sobre sua conta, a partir de informações capturadas após a digitação no teclado;

Use somente provedores confiáveis. A escolha de um provedor deve levar em conta também seus mecanismos, políticas de segurança e a confiabilidade da empresa;

Cuidado com e-mails não solicitados ou de procedência desconhecida, especialmente se tiverem arquivos “atachados” (anexados). Correspondências eletrônicas também podem trazer programas desconhecidos que oferecem diversos tipos de riscos à segurança do usuário. É mais seguro “deletar” os e-mails não solicitados e que você não tenha absoluta certeza que procedem de fonte confiável. Tome cuidado especialmente com arquivos e endereços obtidos em salas de bate-papo (chats). Alguns desses chats são freqüentados por hackers ;

Evite sites arriscados e só faça downloads (transferência de arquivos para o seu computador) de sites que conheça e saiba que são confiáveis.

Utilize sempre as versões de browsers (programas de navegação) mais atualizadas, pois geralmente incorporam melhores mecanismos de segurança.

Quando for efetuar pagamentos ou realizar outras operações financeiras, você pode certificar-se que está no site desejado, seja do banco ou outro qualquer, “clicando” sobre o cadeado e/ou a chave de segurança que aparece quando se entra na área de segurança do site. O certificado de habilitação do site, concedido por um certificador internacional, aparecerá na tela, confirmando sua autenticidade, juntamente com informações sobre o nível de criptografia utilizada naquela área pelo responsável pelo site (SSL). Não insira novos certificadores no browser (programa de navegação), a menos que conheça todas as implicações decorrentes desse procedimento.

Acompanhe os lançamentos em sua conta corrente. Caso constate qualquer crédito ou débito irregular, entre imediatamente em contato com o banco.

Se estiver em dúvida sobre a segurança de algum procedimento que executou, entre em contato com o banco. Prevenção é a melhor forma de segurança.

Em caso de dúvida, procure por seu banco e pergunte que medidas de proteção estão sendo tomadas quanto à segurança das transações on-line.

Os meios de comunicação estão permanentemente divulgando dicas de segurança aos usuários da Internet. Mantenha-se atento.

Fonte: Febraban (www.febraban.org.br)

Usuários de computador devem ter cuidado com os olhos

  É cada vez maior o número de pessoas com a patologia diagnosticada como Fadiga Visual ou Síndrome do Usuário de Computador, conhecida também como CVS (Computer Vision Syndrome), denominação em inglês.

A Síndrome do Usuário de Computador (CVS) é caracterizada por cansaço visual associado com uso prolongado do computador, pois a visão não foi criada para encarar uma tela do monitor de computador durante muitas horas.

Os monitores são compostos de pixels (minúsculos pontos) nos quais o olho não consegue foco. O usuário de computador tem que “focar e refocar” para manter as imagens bem definidas. Outro fator importante são as 16,7 milhões de cores geradas pelo monitor de vídeo, que sobrecarregam a musculatura responsável por regular a entrada de luz até a retina. As imagens em pixels exigem ajuste de foco milhares de vezes por dia. Isto resulta em tensão dos músculos do olho. Adicionalmente, depois do uso prolongado do computador, é diminuída a freqüência de piscar, que causa olhos secos e doloridos. Como resultado, a habilidade para focar diminui e podem ocorrer dores de cabeça e no pescoço.

Os principais sintomas são: olhos irritados, ressecados e vermelhos, com coceira ou lacrimejamento; fadiga, sensibilidade à luz, sensação de peso das pálpebras e dificuldade em atingir o foco; enxaquecas, dores lombares e espasmos musculares.

Não há nenhuma evidência que indique que computadores causam problemas de visão. Segundo testes em laboratórios americanos, os monitores emitem pouca ou nenhuma radiação prejudicial sob condições operacionais normais. De fato, a quantia de radiação ultravioleta produzida por estes é uma pequena fração da produzida por iluminação fluorescente.

Alguns sugerem que os sintomas de CVS acontecem como resultado de condições externas relacionadas à tela do computador. Estas condições podem incluir falta de iluminação, má localização da iluminação, posição imprópria do monitor, tela suja e problemas oculares pré-existentes.

Para evitar o problema, alguns cuidados básicos devem ser tomados.

Pisque com freqüência
A radiação emitida pelo computador não prejudica os olhos, mas o hábito de ficar muitas horas ininterruptas em frente ao monitor causa desconforto visual e visão embaçada. As milhões de cores geradas pelo monitor sobrecarregam a musculatura responsável por regular a entrada de luz até a retina. Ao usar o computador, o usuário movimenta pouco o globo ocular e pisca, em média, cinco vezes menos que o normal. Piscar é importante porque fortalece a musculatura dos olhos e ajuda na manutenção da sua umidade.

Relaxe
O ideal é fazer uma pausa de 10 minutos a cada hora. A luminosidade da tela faz com que as pupilas se fechem, provocando um esforço muscular, além de causar sonolência e cansaço visual.

Colírios
Use colírio lubrificante se seus olhos forem muito sensíveis. Porém, siga orientação médica, pois há colírios que contêm substâncias vasoconstritoras que clareiam os olhos mas ressecam as mucosas.

A mesa de trabalho
Procure colocar outros utensílios de trabalho (telefone, máquina de calcular, porta-lápis, etc.) o mais próximos possível do monitor. Esta providência diminui a necessidade de “focar e refocar” e diminui a extensão dos movimentos para alcançá-los. Se você usa documentos junto ao computador, procure mantê-los perto da tela (como com pranchetas com apoio ou suportes presos diretamente na lateral do monitor). Assim você minimiza os movimentos da cabeça e dos olhos, obtendo maior conforto.

Procure adequar o monitor

 

cvs1

   – O topo do monitor deve estar na altura dos olhos ou ligeiramente abaixo.

   – A posição do monitor deve estar entre 50 e 70 centímetros de distância dos olhos.

   – O ângulo de visão para a tela do monitor deve ser de 10 a 20°.

   – Evite o ofuscamento. Cuidado com luzes incidindo direto sobre os seus olhos (como luminárias de mesa).

   – Os documentos utilizados devem estar perto da tela (em pranchetas).

   – Ilumine bem o ambiente onde está localizado o computador.

   – Se necessário, utilize um filtro anti-reflexo na tela do computador.

 

Para evitar a síndrome descrita é importante manter suas receitas de óculos sempre atualizadas. Por isso, consulte o médico especialista de sua confiança, sempre que necessário.

 

Fontes:
American Optometric Association
University of Pennsylvania Health System
Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil
IDG Now

Dicas para evitar vírus no seu computador:

 

virus_novo_computador

– Não abra nenhum arquivo anexado a e-mail recebido de fonte desconhecida, suspeita ou não confiável.

 

– Não abra nenhum arquivo anexado a e-mail a menos que você saiba o que é, mesmo que ele tenha sido enviado por conhecido seu. Certos tipos de vírus podem se replicar automaticamente e se distribuir por e-mail. É melhor ser cauteloso do que se arrepender.

 

– Não abra nenhum arquivo anexado a um e-mail cujo assunto (subject) seja questionável ou inesperado, mesmo que aparentemente seu título seja inocente.

 

– Delete e-mails enviados através de correntes ou e-mails de propaganda forçada. Não os envie ou copie para ninguém. Esses tipos de e-mail não solicitados acabam, no mínimo, congestionando as redes de comunicação.

 

– Não faça download de arquivos recebidos de estranhos. Seja cauteloso quando fizer downloads de arquivos disponibilizados na Internet. Tenha certeza de que a fonte é legítima e conhecida. Verifique se seu programa antivírus está ativado para verificar os arquivos que você quer copiar.

 

– Mantenha seu programa antivírus atualizado regularmente. A cada mês surgem mais de 200 vírus novos. Proteja-se acessando o site do fornecedor de seu antivírus e fazendo o download das atualizações de versão.

 

– Se você não quer correr riscos de infecção de seu microcomputador, vale a pena comprar um software antivírus conhecido. Com a compra legal, você pode fazer as atualizações periódicas de versão, bastando para isso, informar, quando for o caso, o número de série de seu software.

 

– Para escolher os programas mais conhecidos, acesse o site www.tucows.com. Ou verifique os sites dos fornecedores mais conhecidos: www.norton.com ou www.mcafee.com.

 

– Antes de ler um pendrive, cd ou dvd recebido de alguém, analise-o com o software antivírus.  

 

– Em caso de dúvida, não abra o arquivo anexado, não faça o download, não execute nenhum arquivo anexado e não coloque um pendrive, cd ou dvd recebido de terceiros em seu microcomputador.