Redes Sociais




Google+

online

Não deixe o Facebook te deixar triste

 

PC-HP-triste

 

De acordo com pesquisa, quanto mais tempo o usuário passa na rede social Facebook, mais infeliz fica. Não há uma explicação para isso, mas uma das hipóteses sugerida pelos cientistas é a chamada inveja subliminar, que a pessoa sente, mas não percebe. Outra constatação é que quanto mais amigos online a pessoa tem, mais narcisista e agressiva tende a ser.

Dicas para você estudar online

header-object4

 

 

A internet é um meio de comunicação moderno que viabilizou os estudos. Atualmente existem diversos cursos online disponíveis na internet. Esses cursos são mais acessíveis e mais práticos, porém,  não é qualquer pessoa que consegue aprender através de algumas plataformas disponíveis, sendo assim, observe algumas dicas que lhe auxiliarão nesta fase.

 

 

 

 
– Algumas características e hábitos cultivados em aulas presenciais deverão ser deixadas de lado quando você optar por fazer um curso online, principalmente a comodidade.

 

– Nos cursos presenciais o aluno se acostuma a receber do professor todo o conteúdo a ser estudado, mas na internet você se torna responsável por aquilo que precisa aprender. Se não entendeu algo, ou não sabe o que tal matéria significa, busque por uma explicação em sites respeitados e confiáveis ou, vá até uma biblioteca e informe-se melhor sobre o assunto.

 

– O primeiro passo deverá ser,  conhecer bem a plataforma de estudos do curso escolhido. As ferramentas e o layout de tal plataforma deverão ser auxiliares durante a sua utilização. Não deverá ser muito complicado, mas é essencial procurar pelas formas de uso, link de “ajuda”, e tutoriais disponíveis tanto em textos como em vídeos.

 

– Mantenha um horário adequado para seus estudos. Se você você trabalha ou estuda e pretende estudar depois das 18 horas, organize-se para que não seja vencido pelas interrupções da família, ou pela desorganização de horários. Crie um planejamento que lhe auxilie a cumprir todas as suas tarefas do dia.

 

– Temos a tendência de abandonar certos projetos devido ao cansaço, desânimo, ou pouco incentivo, por isso, imponha a sim mesmo uma meta a ser alcançada. Assim, toda vez que pensar em desistir, se lembrará desse seu compromisso, e sentirá necessidade de cumpri-lo.

 

– Estando em casa se torna mais fácil acumular matérias pela falta de exigência de um professor presente, assim, esta irresponsabilidade logo se torna uma desculpa para abandonar o curso iniciado. Portanto, evite este estágio e empenhe-se em cumprir o que lhe é proposto.

 

– Mesmo à distância, o seu professor deverá ser aquele em quem deverá confiar, portanto ouça e siga seus conselhos, suas dicas de estudo e suas explicações. Se tiver muitas dúvidas, pergunte, seja ela qual for. É melhor perguntar e se sair bem do que perder a oportunidade e fracassar.

 

Bons estudos!

Dicas para evitar golpes online

noticiacrop

Os golpes on-line, geralmente iniciados por e-mail, podem ser evitados, se o internauta estiver atento a alguns detalhes importantes. Normalmente, os scammers, como são chamados os golpistas on-line, deixam traços muito claros nos e-mails falsos que mandam.

O procedimento dos golpistas é padronizado. Na maioria das vezes, eles usam o nome de empresas ou instituições famosas e enviam e-mails falsos com ofertas, promoções e vantagens para o internauta. Outras vezes, eles pedem que a vítima se recadastre em algum serviço, para coletar informações confidenciais das pessoas. Atualmente, os scammers chegam até a usar ironia, incluindo avisos de segurança geralmente válidos, que conquistam a confiança dos internautas e tornam os golpes mais fáceis.

Veja a seguir as características mais comuns dos e-mails falsos usados em golpes on-line:

  • Erros de português e textos fora de formatação
    É muito comum encontrar erros crassos de português nos e-mails falsos e ou uma formatação estranha no texto, geralmente em formato HTML. Esses são sinais de que o e-mail, provavelmente, é falso, já que as empresas legítimas tomam cuidado para enviar textos bem escritos e formatados.
  • URL estranha*
    Os golpistas costumam incluir endereços da Web (URLs) nos e-mails falsos para coletar informações das vítimas. Alguns têm o cuidado de criar endereços bem parecidos com os da empresa que usam como disfarce, mas é possível identificar o golpe pela URL estranha. Por exemplo: ao invés de www.nomedobanco.com.br, o link é www.nomedobanco-sp.com.br.
  • Sites hospedados em serviços de hospedagem gratuita **
    Empresas legítimas não hospedam seus sites em serviços gratuitos como HpG, Geocities, Lycos, Kit.Net ou Gratisweb. Portanto, se você receber um e-mail que o direcione para uma página em um desses serviços, desconfie. Normalmente, as empresas possuem seu próprio domínio.
  • Pedido para enviar o e-mail para “o maior número de pessoas possível”
    Os golpistas on-line têm várias maneiras de distribuir seus e-mails falsos e, muitas vezes, pedem para as próprias vítimas divulgarem o golpe, incluindo no e-mail o texto “envie para o maior número de pessoas possível”. As empresas que fazem divulgação pela Web usam seus próprios bancos de dados para enviar e-mails e nunca recorrem a esse recurso.
  • Oferta válida só pela Internet
    Há empresas que fazem ofertas válidas apenas pela Internet. Quando essas empresas são legítimas colocam à disposição do internauta algum telefone de contato para atendê-lo. É comum encontrar em golpes, por e-mail, a afirmação de que a promoção ou oferta só é válida pela Internet, numa tentativa de evitar que o internauta entre em contato com a empresa real e descubra que a oferta é um golpe.

    Além disso, os internautas devem ficar atentos para as ofertas que incluam o preenchimento de cadastros, entrada em links ou download de algum arquivo. É recomendável ignorar essas ofertas ou entrar em contato com a empresa responsável e verificar se são reais. Tomando esses cuidados, é possível ficar mais seguro e evitar as armadilhas digitais que surgem todos os dias.

*URL (Universal Resource Location ou Uniform resource Locator): É o endereço da página, ou seja, é o responsável por indicar ao navegador que página da Internet o usuário quer visitar, como por exemplo: http://www.serasa.com.br
** Exemplos de endereços fictícios de sites com hospedagem gratuita:
www.empresa.hpg.ig.com
www.empresa.kit.net
www.geocities.com/empresa

Fonte: Serasa

Como me relacionar nas redes sociais

Com as redes sociais online, o mundo virou o nosso quintal.

A internet é um mundo fascinante.

Podemos encontrar antigos conhecidos, amigos e familiares distantes, conhecer novas pessoas e interagir com todos. Acompanhar como vivem e como são suas rotinas, mesmo que morem do outro lado do mundo. Temos a oportunidade de conhecer novas culturas.

Igualmente temos a oportunidade de mostrar aos outros a nossa vida, nossos talentos, interesses, estudos, pesquisas, família, enfim, nossa vida particular e/ou profissional.

As pessoas separam em mundo real, o que vivemos em nossa casa, trabalho, escola e o mundo virtual, o que vivemos na internet. Mas, o mundo virtual também é real. Nós, não saímos de casa com a bolsa e a carteira aberta, não falamos para todo o mundo nossa rotina, o que temos em casa, nossas senhas de banco. Os cuidados que temos que ter na internet são os mesmos. A menos que você tenha um negócio, empresa ou serviço que esteja divulgando, ninguém precisa saber seu endereço ou seu número de telefone.

Assista este vídeo. Ele ajuda a pensar sobre o assunto:

As redes sociais já estão fazendo parte de nosso currículo. É fácil descobrir algo sobre alguém, só pesquisando na interneta través das redes sociais.

Como já foi dito, as atualizações normalmente aparecem para todos.

Uma vez que cai na rede, não tem como passar a borracha e apagar. O mundo inteiro pode saber e ver suas postagens, seu perfil, suas fotos.

Mesmo que você configure para que somente seus amigos vejam, eles podem copiar e os amigos dos amigos saberão.

Hoje, já é comum empresas, que para contratar funcionários, além de ler o seu currículo e entrevistá-lo, faça uma pesquisa pelas redes sociais para saber como esta pessoa se comporta.

Não faça comentários que não possa ser falado em público.

Mesmo que você já esteja trabalhando, evite comentários maldosos.

Eu já vi muitos comentários de pessoas que falam mal de seus chefes ou colegas, o quanto seu trabalho é chato ou enfadonho, do professor que cobra demais ou de menos, daquele colega insuportável. Já li, donos de empresa, falando mal de seus cliente. E, acredite, que isso existe.

Alguns dizem que não utilizam de falsidade, que estão sendo somente verdadeiros. Você não sai por aí dizendo verdades, não é? E essas verdades podem ser o seu ponto de vista e não necessariamente para os outros. E se fosse ao contrário, se os outros ficassem falando de você, certamente você não iria gostar.

Na internet a máxima também é verdadeira: – Não faça com os outros o que não gostaria que fizessem com você.

Os profissionais devem ter cuidado extra ao fazer postagens, mesmo que em suas páginas pessoais. A repercussão pode ser negativa: inevitavelmente, serão alvos de críticas e especulações dentro da empresa e pelos clientes.

Evite assuntos polêmicos. Política, religião e futebol se não discute. Gosto não se discute. Cada um é individual em suas escolhas e o melhor é respeitar.

Tem uns que são extremamente religiosos e passam a postar várias vezes ao dia santinhos e orações, outros que adoram tragédia e passam o dia mandando fotos de acidentes. Estas pessoas estão sendo verdadeiras em seus gostos, mas não estão respeitando os outros usuários, que ao abrirem seus perfis, são obrigadas a ver o que não gostam.

O melhor é sempre ser discreto, respeitoso e educado.

Afinal… o que são Redes Sociais?

Rede social é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações.

As redes sociais costumam reunir uma motivação comum, porém podem se manifestar de diferentes formas.

Existem vários tipos de redes sociais.

  • – Rede social de bairro ou de cidades, também chamadas de redes comunitárias, reúne pessoas com objetivo de melhorar a situação do local onde vivem, discutindo idéias e soluções possíveis;
  • – Redes profissionais, também conhecidas como Networking (Net – rede e working – trabalhando), que significa uma rede de contatos de uma pessoa poder ser estendida a outras e todas crescerem, fazendo bons negócios obtendo informações e várias vantagens. Existem reuniões com funcionários de várias empresas, estilo confraternização e lá eles trocam experiências e montam sua lista de contatos;
  • – Redes de estudantes, onde alunos se encontram para realizar pesquisas, estudos, tarefas e/ou trabalhos de suas áreas de estudos;
  • – Redes sociais online, existem as públicas, como exemplo Facebook, Orkut, Twitter, Badoo onde qualquer pessoa pode se cadastrar e participar e existem as privadas, que nem sempre são aceitas todos os tipos de pessoas.

Estas redes são um meio de conectar pessoas por meio da internet.

As redes sociais online ou mídias sociais tornaram-se parte do dia-a-dia de muitas pessoas. Para muitos os termos comentar, compartilhar, cutucar, twittar, postar, são comuns e fazem parte das atividades diárias. Mas para outros não. Algumas pessoas ainda resistem em ‘entrar’ no mundo virtual, não entendem e não querem aprender, achando que não faz sentido.

As redes sociais geralmente funcionam com base no perfil do usuário, ou seja, o que gostam, o que sabem, seus interesses, seus hobbies. Os usuários se aproximam por afinidade, ou não, de idéias podendo ser discutidas, elucidadas, comprovadas.

Não é muito diferente de uma rede de relacionamentos no mundo não-virtual. As pessoas buscam notícias, novidades, entretenimento.

O relacionamento entre as pessoas é fundamental para se obter contatos. “Não é o que você sabe, mas quem você conhece”, esta é uma velha frase mas pode ser bem verdadeira. Quanto mais pessoas você conhecer, melhor será para você mesmo.

Conhecimento é poder.