Redes Sociais




Google+

perfil

Quem é você no Facebook?

1349969159_poke Pesquisa revela como os usuários se relacionam com as marcas que se comunicam na rede social

 

 

A agência de inteligência digital Gauge trabalhou um ano em uma pesquisa que avaliou quem são os brasileiros que usam o Facebook e o que eles esperam da rede social. A equipe analisou a atuação de 21 marcas famosas na rede, acompanhou 45 usuários ativos durante uma semana, realizou grupos de discussão com internautas de diferentes perfis e conversou com 209 entrevistados para checar as descobertas nas demais fases da pesquisa.

Segundo o planejador Mateus Iglesias, a agência descobriu sete tipos de ‘curtidores’ dentro do Facebook. O Curtidor Consciente vai atrás de marcas que ele utiliza no dia a dia e tem um contato real com seus produtos. Além disso, esta pessoa busca status ao curtir uma empresa que julga interessante. Já o Curtidor Inconsciente é levado pelo momento e curte uma página por um único conteúdo que o chamou atenção, como humor ou promoção. O Curtidor Interesseiro, como o próprio nome sugere, vai atrás das marcas para conseguir ofertas, descontos e para participar de promoções. Este usuário, no entanto, deixa de seguir uma empresa quando não há mais interesse pelas ofertas apresentadas.

Por outro lado, o Curtidor Criterioso é atraído por marcas que exijam que o internauta curta a página para poder acessar algum conteúdo, e oferece muitas barreiras de relacionamento com a companhia. Ele só compartilha posts depois de avaliá-los de forma crítica. Já o Curtidor de Lembranças se conecta às marcas que oferecem boas lembranças. Normalmente este usuário curte por influência de amigos ou familiares.

Por fim, há outros dois tipos de ‘curtidores’: o Admirador e o Embaixador. O primeiro perfil é fiel a marca e curte páginas de empresas que julga ter um bom atendimento. Ele é racional, criterioso e consciente. O segundo arquétipo é o ideal às empresas e o que gera maior valor à página. O usuário segue o mesmo conceito do Admirador, mas possui diferenciais: ele cria conteúdos para a empresa, participa ativamente das ações digitais, faz comentários sobre os produtos, e gera maior alcance orgânico e viral.

“É importante lembrar que muitas vezes uma única pessoa pode agregar mais de um perfil. Ou seja, um Curtidor Embaixador de marcas de carro pode ser um Curtidor Interesseiro de bebidas”, comenta o sócio-fundador Dante Calligaris.

O perfil por faixa etária também gerou descobertas interessantes, de acordo com Iglesias. O grupo de 18 a 25 anos tende a se relacionar de forma ambiciosa com as marcas, pois quer passar a consumi-la no futuro. Os jovens de 26 a 35 anos possuem uma relação mais real com as empresas e se conectam com as que tenham contato também fora da rede. Enquanto que os internautas de 36 anos ou mais buscam por páginas que ofereçam conteúdos de entretenimento, e possuem uma relação de fidelidade com as companhias.

A pesquisa ainda gerou esclarecimentos sobre a cultura de utilização da plataforma. De acordo com o planejador da Gauge, existe a Cultura do Consumo rápido de informações, que força as marcas a usarem mais imagens em suas divulgações. Há ainda a Cultura de Fidelização, em que o usuário se sente mais próximo da empresa conforme vai se relacionando com ela no Facebook, e existem as culturas de Status e de Disseminação. No primeiro caso, o internauta segue marcas que fortalecem sua imagem e, no segundo, o usuário assume o papel de divulgador de informações, compartilhando conteúdo com seus amigos.

Por fim, o estudo concluiu que 74% das pessoas curtem as marcas que usam diariamente. Elas buscam por promoções, dicas de uso e detalhes de produtos, além de informações relevantes que vão ajudá-las a se beneficiar de alguma forma. Destes usuários, 87% analisam o conteúdo antes de curtir as páginas.

Fonte: Olhar Digital

Como participar do Linkedin

clip_image003 

O Linkedin é uma rede social de negócios. O principal propósito do site é permitir que os usuários registrados tenham uma lista de contatos com pessoas que eles conheçam e confie nas empresas. Esta lista de contatos é chamada conexões.

Uma rede de contatos facilita o conhecimento de profissionais, podendo ser utilizado para encontrar trabalhos, pessoas e oportunidades. Os empregadores podem listar trabalhos e buscar por candidatos. Os candidatos a emprego tem acesso ao perfil de contratação e solicitar a algum de seus contatos a apresentação aos empregadores. Os usuários tem a possibilidade de fazer perguntas, compartilhar informações, comentar, fazer parte de grupos, seguir empresas.

Crie um perfil no Linkedin, comece se cadastrando.

clip_image005

Preencha os dados que são solicitados.

clip_image007

Um e-mail será enviado para confirmação deste cadastro. Assim que confirmar, entrar com login e senha que cadastrou e já no primeiro acesso o Linkedin vai sugerir algumas conexões de pessoas que talvez você conheça. Outra tela vai sugerir se você quer compartilhar com o Facebook e com o Twitter. Na próxima é uma tela de boas vindas e o próprio site ajuda a otimizar o seu perfil.

clip_image009

O perfil do Linkedin é muito parecido com um currículo profissional, ou seja o foco está no histórico acadêmico e profissional e não nos passatempos ou hobbys. Para preencher o seu perfil comece criando registros separados para seus empregos e atividades atuais e anteriores como cargo, empregador, ramo de atividade, período e uma breve descrição das atividades. Na experiência acadêmica deve ser preenchido da mesma forma, incluindo registros de ensino médio e superior, nome do estabelecimento, título, período, prêmios ganhos e quaisquer outras informações relevantes. Com todo esse histórico a Linkedin vai mais adiante, lhe ajudar a encontrar amigos e ex-colegas. Você também pode preencher um currículo, com uma breve descrição de sua experiência profissional e de suas habilidades e colocar uma foto. Em outra seção você pode listar os sites que participa pessoal e profissionalmente, colocar uma lista resumida de seus interesses, grupos associados e títulos honoríficos.

Depois de preencher o mais completo possível o seu perfil é hora de procurar outros membros para se relacionar. O Linkedin oferece vários métodos de busca de contatos:

clip_image001 fazer o upload de sua lista de contatos de e-mail

clip_image001[1] colleague search (busca por conhecidos)

clip_image001[2] classmate search (busca por colegas de classe)

clip_image001[3] name search (busca por nome)

clip_image001[4] advanced search (busca avançada)

Se você tiver uma conta de e-mail no Gmail ou AOL, você pode digitar seu e-mail e senha que o LinkedIn automaticamente encontrará todos os seus contatos que já são membros do site. Você também pode usar o “Find Contacts Wizard” (Assistente de busca de contatos) do LinkedIn para fazer o upload dos seus contatos do Microsoft Outlook ou de qualquer outro software de lista de endereços.

clip_image010

Após o upload dos contatos, você poderá selecionar os usuários do Linkedin que gostaria de convidar para participar de sua rede e aproveitar para convidar os seus contatos que ainda não tem um perfil no Linkedin para fazê-lo e juntar-se a você.

Com as informações profissionais e acadêmica de seu perfil o Linkedin mostrará os seus colegas atuais e do passado que participam da rede e você poderá escolher se gostaria de convidá-los.

A busca avançada permite que você procure os membros do Linkedin. Esta busca pode ser por nome, cargo, empresa, local e ramo de atividade. Esta busca pode ser útil para ajudá-lo a encontrar um contato interno de uma empresa, podendo ser vantajoso ao se candidatar a uma vaga de emprego.

Uma conexão no Linkedin é diferente de um amigo no Facebook, por exemplo. As conexões significam que você conhece muito bem as pessoas ou que elas são contatos profissionais de confiança.

Para transformar um contato em conexão é necessário que você convide essa pessoa para fazer parte de sua rede e esta pessoa precisa aceitar. Da mesma forma você precisará ser convidado e aceitar para fazer parte da rede de outra pessoa.

Se você encontrou alguém fazendo uma busca por conhecidos ou por colegas de classe, ou se ela for um de seus contatos de e-mail, você clica na caixa de seleção junto ao nome da(s) pessoa(s) e pressiona o botão “enviar convite”. O Linkedin enviará um convite geral ou você poderá adicionar uma mensagem pessoal.

Se você localizou alguém através da busca por nome ou busca avançada, O Linkedin perguntará como você conhece essa pessoa: Colega, Colega de classe, parceiro de negócios, amigo, outros ou não conheço. Se você selecionar “amigo” ou “outros” o site perguntará o endereço de e-mail da pessoa. Se escolher “não conheço” você não terá a permissão do Linkedin para enviar o convite. Para as outras opções, será solicitado que você indique o trabalho, instituição de ensino ou empresa que a conhece.

clip_image012

As pessoas que fazem parte de sua rede são chamadas de “direct connections” (conexões diretas) elas estão a um nível de você na rede Linkedin. Você poderá entrar em contato com essas pessoas diretamente clicando no botão “enviar e-mail“, na página de perfil delas. As conexões de suas conexões estão a dois níveis de você e as conexões destas a três níveis. Todos os membros que estão conectados a você até três níveis, tecnicamente fazem parte de sua rede, mas você só poderá enviar e-mails para entrar em contato com suas conexões diretas. Para entrar em contato com membros dos segundo e terceiro nível, pode ser solicitando uma apresentação a um membro que esteja no seu primeiro nível e no desta pessoa também. Outra maneira é por “InMail“, que é o sistema de mensagens internas, que permite que você entre em contato diretamente com qualquer pessoa no Linkedin, sem a necessidade de apresentação. Tem também o “OpenLink“, que é um serviço que permite que você receba mensagens de qualquer pessoa da rede do Linkedin.

O Linkedin oferece cinco tipos de apresentações em sua conta gratuita:

clip_image001[5] Encontre uma conexão direta que tenha na lista a pessoa com quem deseja entrar em contato.

clip_image001[6] Envie a ela uma mensagem de apresentação pedindo que a direcione à conexão dele que você queira contatar.

clip_image001[7] Sua conexão direta tem a opção de não encaminhar sua apresentação;

clip_image001[8] Se encaminhá-la, o destinatário pode não aceitá-la.

clip_image001[9] Se a apresentação for aceita, não é a mesma coisa que participar de uma rede. Você ainda terá que enviar a esse membro um convite solicitando que participe de sua rede. É possível que ele tenha que passar seu endereço de e-mail para confirmação.

Para mais apresentações como InMail e OpenMail, você conseguirá atualizando sua conta Premium.

Como você já deve ter percebido o Linkedin é diferente das outras redes sociais, pois é exclusivamente para relacionamentos profissionais. A página de perfil é um currículo online. Você não consegue publicar fotos, só a de seu perfil, não consegue postar seus vídeos favoritos do YouTube e nem ficar “zombando” de seus amigos. Não tem como personalizar o layout das páginas, que é um design claro com ar “sério”, pois faz parte do esforço do Linkedin dar um acabamento profissional ao site.

O Linkedin recomenda que todas as conexões sejam vistas como possíveis referências pessoais ou profissionais. Certamente os membros de sua rede darão referências positivas a seu respeito a um futuro empregador ou a outros membros de sua rede. Coloque em seu site um ícone do Linkedin para informar que você faz parte desta rede.