Redes Sociais




Google+

sociais

Não deixe o Facebook te deixar triste

 

PC-HP-triste

 

De acordo com pesquisa, quanto mais tempo o usuário passa na rede social Facebook, mais infeliz fica. Não há uma explicação para isso, mas uma das hipóteses sugerida pelos cientistas é a chamada inveja subliminar, que a pessoa sente, mas não percebe. Outra constatação é que quanto mais amigos online a pessoa tem, mais narcisista e agressiva tende a ser.

Mídia ostentação

polly-praia

A internet é um veículo maravilhoso.

Com ela podemos nos aproximar de parentes distantes, matar a saudade de amigos que a muito não vemos, reencontrar colegas de colégio.

Facilitou muito a nossa vida, pois não precisamos mais enfrentar filas de bancos, podemos pesquisar preços e fazer compras com poucos cliques.

Toda a informação praticamente no mesmo instante dos acontecimentos, sendo eles em nossa cidade ou do outro lado do mundo, à disposição, bem na nossa frente e o melhor, no conforto de nossos lares, na escola ou no trabalho.

E por falar em trabalho, praticamente todos os segmentos utilizam este meio de comunicação.

Qualquer empresário, do pequeno ao grande, quer mostrar seu trabalho, divulgar seu produto e utiliza as redes sociais para este fim.

Lembro que logo que surgiu o Twitter, a maioria dos usuários eram os adolescentes. Como era novidade, a grande maioria criava uma conta e as postagens era algo como: #almoçar #dormir #colégio #partiupiscina #partiufesta.

Mas, hoje em dia, grandes empresas descobriram que com os 140 caracteres poderiam fazer uma grande divulgação de seu produto ou serviço.

No Facebook, todos os dias milhares de páginas (fanpage) são criados para divulgação.

Mas, por trás de uma empresa, produto, serviço, marca, existem pessoas, que são os perfis pessoais e é aí que muitas vezes surgem os problemas.

Eu já escrevi sobre “Usando as redes sociais para negócios”. Vale a pena dar uma lida, pois muitos esquecem os cuidados com o seu perfil pessoal.

O comportamento no mundo virtual deve ser o mesmo que no mundo real.

Alguém consegue imaginar um profissional que marca uma reunião com um possível cliente e vá a esta reunião de calção/biquíni?

Que estacione o carro e diga ao manobrista:  “amanhã estou indo para a Europa.”

Passe pelo porteiro pegue uma foto de uma comida e diga:  “Acabei de almoçar no restaurante X.”

Entre na sala para a reunião com o futuro cliente e ao invés do tradicional cafezinho, pedir uma cerveja. Olhar a foto de seu cliente, em cima da mesa, com a camiseta do seu time e dizer:  “Esse timinho não é de nada, o meu é que é campeão.”

Depois olhar para o crucifixo na parede e dizer: – A religião é uma ignorância, eu sou ateu.

Ficar falando das gracinhas do filho, dos problemas com o parceiro (a), dizer meia dúzia de palavrões para indicar a indignação pelo serviço de telefonia ou da companhia de eletricidade.

Quando a reunião termina (a esta altura com o ex-futuro-cliente), fale que está muito calor e está indo para a piscina.

Bem, claro que tudo isso é só imaginação, pois seria um grande absurdo um fato como este na vida real.

Mas, nas mídias sociais, todo o tipo de exposição está sendo usual e corriqueiro.

Todos conseguem saber, ver, ler sobre as outras pessoas, inclusive aquele tão almejado cliente e como este não é bobo, já pesquisou tudo sobre você na internet antes da reunião.

 

Lucia Costa

W3alpha

EducaWebsite

O Facebook NÃO SERÁ PAGO

Usuários do Facebook começaram compartilhar novamente a falsa mensagem sobre a cobrança do serviço.

O boato informa que “os fiscais do face darão início a busca seletiva avançada a procura desse aviso no seu mural” e que poderão cobrar uma taxa dos internautas que não compartilharem o texto.

A mensagem mistura os debates sobre privacidade na web e diz que a informação teria sido divulgada por programas de televisão.

Abaixo a imagem da mensagem sobre o boato:

 

facebook_pago1

Podemos afirmar que isso não é verdade, o Facebook NÃO SERÁ PAGO.

Sobre o YouTube

1351599429_YouTube

 

O YouTube é um site de compartilhamento de vídeos, permite que seus usuários carreguem e compartilhem vídeos em formato digital.

O YouTube utiliza o formato Adobe Flash para disponibilizar o conteúdo. É o mais popular site do tipo devido à possibilidade de hospedar quaisquer vídeos (exceto materiais protegidos por copyright (direitos autorais)). Hospeda uma grande variedade de filmes, videoclipes e materiais caseiros. O material encontrado no YouTube pode ser disponibilizado em blogs e sites pessoais através de mecanismos (APIs) desenvolvidos pelo site.

Para assistir aos vídeos não é necessário ter conta no YouTube. Logo que você acessar o site poderá visualizar alguns vídeos mais acessados, poderá procurar pelo nome ou por categorias, enfim pode navegar pelo site inteiro.

 

tela_youtubr

 

Para enviar vídeos, comentar ou inscrever-se em vídeos ou em canais, será necessário ter uma conta. Os canais são coleções de vídeos, listas de reprodução e outras informações do YouTube de uma pessoa.

Para criar uma conta, basta preencher o formulário de inscrição, com um e-mail válido do Google.

Para enviar vídeos selecione o vídeo que você gostaria de enviar de seu computador. Você também pode gravar um vídeo com sua webcam ou criar um vídeo de apresentação de slides.

Por padrão você poderá enviar vídeos de até 15 minutos, mas poderá aumentar seu limite clicando em “Aumentar limite” na parte inferior da tela de envio.

tela_youtube_enviar_video

 

A próxima tela aparecerá para você preencher com o número de seu celular. O código de verificação será enviado por SMS ou chamada de voz.

 

verificar_conta_youtube

Coloque o código que você recebeu na tela a seguir.

verificar_conta_youtube_confirmacao

 

Pronto seu limite de envio foi aumentado.

Para compartilhar um vídeo, clique em compartilhar e o YouTube dará a url do vídeo, que poderá ser enviado por e-mail, colocado em algum documento ou em seu site. Ao clicar neste link, o usuário será enviado ao site do YouTube, na página do vídeo em questão.

 

compartilhar_video_youtube

 

Em incorporar o YouTube dará um código de incorporação que deverá ser adicionado ao html de seu site ou blog. Neste caso, o vídeo aparecerá na página que você determinar.

 

 

Você poderá colocar tags, ou seja, palavras chaves que ajudarão aos internautas acharem o seu vídeo.

Crie senhas seguras

1354724462_preferences-desktop-cryptographyMuitas vezes as senhas se tornam motivo de nossa insatisfação, pois precisamos memorizar diversas para bancos, cartões, e-mails, redes sociais, etc.

Nem todas as pessoas dão a devida importância para senhas e acabam relaxando na criação das mesmas.

Segundo o site Business Insider, as senhas mais comuns são “123456”, “password”, “welcome”, “ninja”, “abc123”, “princess” e “qwerty” (sequência no teclado).

Para muitos usuários, fica a impressão que as senhas são conseguidas pela vulnerabilidade ou falha de um sistema do computador. Isso não deixa de ser verdade, mas a maioria das invasões bem sucedidas ocorrem devido a senhas mal escolhidas.

A escolha de senhas seguras é fundamental, assim como escolhemos fechaduras, alarmes e outros métodos de segurança para nossa casa.

Uma senha segura não deve ser baseada em palavras do dicionário, serem sequenciais, conterem nome do usuário ou de familiares, datas, placa do carro, telefone, celular, pois os hackers utilizam de programas que conseguem quebrar estes códigos de senhas com muita facilidade.

É recomendável que uma senha segura tenha pelo menos 8 caracteres, pois dificulta a combinação em uma eventual tentativa de quebrar este código.

Pode parecer óbvio, mas vale lembrar que não se deve cadastrar uma mesma senha para vários serviços, nunca anotar em papéis ou no computador, utilize a memória, é um ótimo exercício ou use programas próprios que gerenciam senhas, as senhas deverão ser alteradas regularmente (a cada 3 meses, por exemplo), evitar reutilizar senhas antigas, tome cuidado ao utilizar senhas perto de outras pessoas. Se for usar uma senha baseada em palavras conhecidas e fizer alteração de letras por códigos, evite substituições do tipo “a por @”, “5 por s”, etc. Este método é muito evidente.

Alguns exemplos para a criação de senhas seguras:

– Junção de palavras existentes.

Este método consiste na união de duas ou mais palavras e fica fácil de lembrar.

Exemplo: casa amarela. São palavras do dicionário mas se juntarmos as duas “casaamarela”, teremos uma palavra totalmente diferente. Poderemos colocar um caracter especial entre as duas palavras “casa$amarela”, ou incluir uma palavra dentro de outra: “caamasarela”. Podemos ainda misturar maiúsculas e minúsculas, letras e símbolos.

Nosso exemplo de senha segura poderia ficar assim: “cAam*aSarela”.

– Frases.

Esta maneira é muito eficiente e relativamente fácil de decorar. Imagine um trecho de uma música, poesia, frase marcante, ditado popular, ou outra. Pegue as primeiras letras de cada palavra da frase e está formada a sua senha.

Exemplo: Batatinha quando nasce se esparrama pelo chão. Utilizando este método a senha poderá ficar “Bqnsepc”, ou poderemos melhorá-la: “bqn$se%pc”.

– Elaboração lógica.

Por este método podemos criar senhas “personalizadas” para cada serviço, dessa forma desenvolveremos uma maneira lógica e passamos a segui-la.

Como exemplo vamos criar uma senha para o serviço de e-mails Gmail.

Utilizo a primeira e a última letra do nome: “gl”

Definimos que palavras pares utilizaremos o número 2 e as ímpares o número 1. Gmail tem 5 letras, portanto ímpares: “gl1”

Se a palavra terminar em vogal escreva a palavra “Zeus” e se terminal em consoante “Apolo”. Gmail termina com a consoante “l”:”gl1Apolo”

Contamos o número de letras da palavra do serviço. Em nosso exemplo, Gmail tem 5 letras: “gl1Apolo5”

Podemos definir que palavras que comecem com consoantes tenham o símbolo # e as que começam com vogais com o símbolo %. Gmail começa com consoante: “gl1Apolo5#”.

Com base nesta lógica, uma senha para o Uol seria “ul1Apolo3#”. Para Google seria “ge2Zeus6#”.

Este método, além de ter uma maior segurança, você só terá que memorizar a lógica que utilizou. Poderíamos também incluir o mês e o ano, ou o trimestre e o ano, assim podendo alterá-las por mês ou trimestre.

No início dará um pouco de trabalho, mas no decorrer do tempo ficará mais fácil. Além disso você mesmo cria sua própria sequência de lógica, basta utilizar sua criatividade.

Criar senhas eficientes é o princípio para manter seus dados seguros. Senhas complexas e alteradas periodicamente, garantem que o invasor não terá tempo disponível para quebrá-las.